NDI – Núcleo de Desenvolvimento Infantil
  • Projeto de extensão Infância e Literatura – Pressupostos teórico-metodológicos para o trabalho pedagógico com crianças de 0 a 3 anos no NDI/UFSC

    Publicado em 22/10/2020 às 16:38

    Dando continuidade à apresentação de trabalhos de pesquisa e extensão desenvolvidos nesta instituição, compartilhamos algumas informações sobre a pesquisa Pressupostos teórico-metodológicos para o trabalho pedagógico com crianças de 0 a 3 anos no NDI/UFSC.

    A pesquisa tem como integrantes: Dra. Caroline Machado, Dra. Juliete Schneider, Ms. Letícia Cunha da Silva, Dr. Rodrigo Antonio Chioda, Ms. Rúbia Vanessa Vicente Demétrio.

    A pesquisa fora iniciada em 2019, com duração prevista de 48 meses.

    Dentre os objetivos estão: 1. Delinear/propor pressupostos teórico-metodológicos para o trabalho pedagógico desenvolvido com as crianças pequenas no NDI; 2.  Fomentar a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão a partir de estudos e práticas pedagógicas que tenham como foco a aprendizagem e o desenvolvimento na primeira infância (0 a 3 anos).

    Maiores informações podem ser acessadas clicando na imagem abaixo.


  • Informe sobre o edital de ingresso de novas crianças em 2021

    Publicado em 09/09/2020 às 16:13

    Devido à suspensão das atividades presenciais na UFSC, ainda sem data para o retorno, não temos previsão de quando será lançado o Edital de Novas Vagas para 2021. Pedimos que fiquem atentos ao site, pois assim que tivermos informações mais concretas sobre essa questão faremos a divulgação.

    Permanecemos a disposição para maiores dúvidas pelos e-mails: cp.ndi@contato.ufsc.br , direcao.ndi@contato.ufsc.br e secretaria.ndi@contato.ufsc.br


  • Projeto de extensão – Educação Ambiental no NDI – “Faça você mesmo”

    Publicado em 16/10/2020 às 17:03

    O projeto de extensão em Educação Ambiental do NDI traz, nesta publicação, informações relevantes sobre o uso de materiais no nosso dia a dia.

    Faça você mesmo: Detergente ecológico

    A poluição das águas (rios, lagos, mares e oceanos) não ocorre apenas pelo despejo de uma ou outra substância, mas principalmente pela reação química resultante da soma dos inúmeros produtos de limpeza que usamos em nossas casas: detergentes, sabão em pó, amaciante, sabonetes, shampoos, cremes dentais, desinfetantes, limpa-vidros, água sanitária (com 2% de cloro ativo), amoníaco, entre outros.

    Uma substância presente em detergentes, desengordurantes e em muitos outros produtos de limpeza e higiene é o LAURIL SULFATO DE SÓDIO*, um derivado de petróleo, que é irritante para o organismo humano (associado a dermatites), tóxico para organismos aquáticos e poluente para corpos hídricos.

    Uma boa alternativa é optarmos por produtos de limpeza chamados ecológicos, já disponíveis no mercado, menos agressivos aos ecossistemas.

    Usar produtos ecológicos é uma atitude positiva que é benéfica e limpa para o seu corpo e para o ambiente. É também uma opção mais autônoma e econômica.

     * Mais informação sobre esta e outras substâncias podem ser acessadas no site da ANVISA  

     

    Que tal fazer você mesmo o seu próprio detergente ecológico?! 

    Outras dicas: 

    • Evitar adquirir produtos em cuja fórmula contenha: cloro, formaldeído e solventes.
    • Buscar alternativas para limpeza com produtos caseiros e igualmente eficientes. Exemplos: a) Vinagre: tira manchas de tecidos, neutraliza odores fortes, remove gordura e limpa azulejos, fogões e panelas. b) Bicarbonato de Sódio: serve para limpar pias e vasos sanitários em banheiros. Também substitui o cloro na remoção de limo. Basta deixá-lo agir por uma hora e depois retirar o limo com uma mistura de suco de limão e sal.

  • Divulgação da nota pública GEEP contra o Decreto n.º 10.502 de 2020

    Publicado em 15/10/2020 às 11:10

    Divulgamos a Nota pública GEEP contra o Decreto n.º 10.502 de 2020, desenvolvida após amplo debate pelo GRUPO DE ESTUDOS SOBRE EDUCAÇÃO ESPECIAL – GEEP/CED/UFSC. O NDI/UFSC é signatário da nota após discussão e aprovação deste encaminhamento em reunião colegiada ocorrida na data do dia 14/10/2020.


  • Projeto de extensão NDI Comunidade participa da 18ª SEPEX “em casa”

    Publicado em 15/10/2020 às 10:42

    O projeto de extensão NDI Comunidade, está com inscrições abertas para três minicursos na 18ª Semana de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação (SEPEX) da UFSC.
    (22/10/2020 das 10:00 às 12:00 horas) – NDI Comunidade – O trabalho pedagógico na Educação Infantil e especificidades do papel do professor: planejamento e documentação .
    (22/10/2020 das 14:00 às 16:00 horas) – NDI Comunidade – Processos de Criação e desenhos infantis.
    (23/10/2020 das 10:00 às 12:00 horas) – NDI Comunidade – Refletindo sobre a relação da criança e da natureza na Educação Infantil.
    Público alvo: estudantes e profissionais da área da Educação Infantil
    Inscrições para participação em Minicursos de 05/10/2020 a 16/10/2020
    Acesse o site para inscrições http://sgsepex.ufsc.br.


  • Projeto de extensão Infância e Literatura – Como nascem as estrelas

    Publicado em 07/10/2020 às 14:34

    Dando continuidade à apresentação das memórias do VI Piquenique Literário “Mitos e lendas daqui e de lá” (2016), o Projeto de extensão Infância e Literatura: mediação de leitura literária e formação de pequenos leitores compartilha mais uma das histórias que foram contadas na ocasião: Como nascem as estrelas.

    A resenha da obra pode ser acessada neste link

    E mais informações sobre o Piquenique Literário neste link


  • Projeto de extensão – Educação Ambiental no NDI – “Você sabia?”

    Publicado em 01/10/2020 às 13:55

    O projeto de extensão em Educação Ambiental do NDI traz, nesta publicação, informações relevantes sobre o uso de materiais no nosso dia a dia.

    Você sabia? Bucha Vegetal

    A esponja sintética é um item comum na cozinha dos brasileiros. Mais de 90% das esponjas utilizadas são enviadas direto para o aterro sanitário, no lixo comum. Em sua degradação esse tipo de material fragmenta-se até atingir tamanhos microscópicos. Essas partículas plásticas não se degradam no ambiente e o sistema de tratamento de água não consegue filtrá-las. Já a bucha vegetal (Luffa aegyptiaca), fruto de uma trepadeira da família das curcubitáceas (abóbora, melancia, pepino e cabaças pertencem à essa família) é uma alternativa mais sustentável e econômica, 100% biodegradável, podendo, inclusive, ser compostada.

    A esponja comum de cozinha tem o seu descarte aconselhado entre sete a quinze dias de uso e, ironicamente, este item tão utilizado para manter a limpeza é um dos mais sujos da sua cozinha, abrigando milhões de bactérias. A bucha vegetal apresenta menor contaminação bacteriana; não risca a louça; podendo ser usada por até dois meses. Com maior durabilidade e menor impacto ambiental, pode representar ainda uma boa economia para quem tem espaço para cultivá-la em casa, ou então, fortalecer a agricultura familiar adquirindo-as em feiras.

    Durante o período de uso da bucha vegetal é importante mantê-la higienizada. Você pode fazer isso deixando-a submersa por 15 minutos, em um recipiente de vidro, numa solução de água fervente, com uma colher de sopa de bicabornato de sódio e uma colher de vinagre de álcool. Esse processo aumenta a durabilidade da bucha vegetal e remove sujeiras e bactérias.

    Milhões de esponjas são descartadas, anualmente, de forma incorreta e por terem um tempo indeterminado de decomposição, podem ocasionar consideráveis impactos ambientais. Pensando nesta demanda, a Scotch-Brite da 3M se uniu à TerraCycle para criar o Programa Nacional de Reciclagem de Esponjas, voltado à coleta e processamento desse resíduo.

    Na UFSC, contamos com um ponto de coleta localizado no primeiro andar do prédio da Engenharia Ambiental e Sanitária, no Centro Tecnológico, em cima do coletor da Coleta Seletiva da UFSC.

     

    Para saber mais, acesse os sites:

    https://www.scotch-brite.com.br/3M/pt_BR/scotch-brite-br/terracycle/

    https://www.ecycle.com.br/component/content/article/57-plastico/200-o-que-fazer-com-a-esponja-de-cozinha.html

    https://www.ecycle.com.br/postos/reciclagem.php

    https://www.terracycle.com/pt-BR/brigades/brigada-de-esponjas-scotch-brite#how-it-works

    (esponjas de qualquer marca podem ser enviadas para este programa).

    https://ufscsustentavel.ufsc.br/2018/09/25/ponto-de-coleta-de-esponjas-na-ufsc/

    Estamos à disposição através do e-mail ambiental.ndi@gmail.com


  • Convite webinário internacional “Percorrendo o Brasil: Desafios e potencialidades nos itinerários da educação das infâncias nas IFES”

    Publicado em 28/09/2020 às 13:13

    CONVITE‼️

    “PERCORRENDO O BRASIL: DESAFIOS E POTENCIALIDADES NOS ITINERÁRIOS DA EDUCAÇÃO DAS INFÂNCIAS NAS IFES”

    Temos o prazer de convidá-los para o itinerário #5: “Projeto de extensão NDI Comunidade: ampliando a relação teoria e prática na formação inicial e continuada de acadêmicos e de profissionais da Educação Infantil”

    Dia 29/09, terça-feira, das 9 às 11 horas.

    Você pode acessar pelo link
    https://youtu.be/JnkfK49nUzo

    Se inscreva no canal da ANUUFEI no YouTube.
    Acompanhe a programação e ajude a divulgar o evento‼️

    Contamos com sua presença!


  • Curso de Formação “O trabalho pedagógico na Educação Infantil: Artes Visuais, Literatura e Experiências Estéticas

    Publicado em 24/09/2020 às 16:38

    O Projeto  de Extensão NDI Comunidade, do Núcleo de Desenvolvimento Infantil da UFSC, informa que as inscrições para o curso de formação: “O trabalho pedagógico na Educação Infantil: Artes Visuais, Literatura e Experiências Estéticas” estão encerradas.

    Para qualquer dúvida, estamos à disposição no e-mail: ndicomunidade@gmail.com


  • Projeto de Extensão Infância e Literatura – Grupo de Estudos Infância, Estética e Educação

    Publicado em 18/09/2020 às 14:56

    Em continuidade às apresentações dos Projetos de Pesquisa e Extensão desenvolvidos nessa instituição, compartilhamos informações relativas ao:

    Grupo de Estudos Infância, Estética e Educação

    O Grupo de Estudos Infância, Estética e Educação, surge da necessidade de maior articulação entre dois projetos de extensão desenvolvidos no interior do Núcleo de Desenvolvimento Infantil do Centro de Ciências da Educação desta Universidade: o Projeto Infância e Literatura: experiência estética e formação de pequenos leitores e o projeto Sobras de Arte: Laboratório interdisciplinar para formação estética docente. O primeiro, concentrado em ações de mediação de leitura literária e, o segundo, voltado às práticas vinculadas às artes visuais. Têm em comum o objetivo de atuar na formação de crianças pequenas (0 a 6 anos) e na formação de professores. Os projetos realizaram várias ações formativas conjuntas desde 2014.

    No, entanto, desde 2019, com o desativamento do Projeto Sobras de Arte, o grupo de estudos segue vinculado aos propósitos do Projeto de Extensão Infância e Literatura: experiência estética e formação de pequenos leitores, focado em temáticas de base, como: relação entre infância e literatura, mediação de leitura literária, formação de leitores, dentre outras.

    Para o presente ano, anuncia-se a articulação também com a pesquisa Mediação de leitura literária e formação de pequenos leitores e propõe-se a realização de encontros quinzenais de estudos em torno da temática da censura na literatura infantil brasileira. Os encontros terão a participação dos integrantes do projeto de extensão e de pesquisa supracitados, bem como de outros pesquisadores, professores e estudantes interessados na temática proposta.

    Algumas questões têm mobilizado nossas discussões e impulsionado ações, tanto na educação das crianças (ensino), quanto na formação de professores (extensão) e têm servido como mote para nossos estudos: Que conhecimentos devem mobilizar os professores que atuam com crianças tão pequenas? Como estruturar os lugares e tempos para a experiência estética? Que critérios de seleção podem usar os professores para compor um acervo pensado para crianças pequenas? Que experiências podem ser propostas? Que interdições estão colocadas na literatura que é oferecida aos pequenos?

    Espera-se contribuir para ampliar a constituição de bases teórico-metodológicas para o trabalho pedagógico com crianças de 0 a 6 anos em instituições de educação infantil, sobretudo no que diz respeito à formação de leitores e à articulação da literatura com outras áreas de conhecimento no contexto de educação de crianças pequenas. Pretende-se ainda fomentar a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão a partir de estudos e práticas pedagógicas que tenham como foco a relação entre os temas da infância e formação de leitores.

    Integrantes: Caroline Machado (NDI/CED), Eduarda Sedrez Schollemberg (Letras/CCE), Juliete Schneider (NDI/CED), Letícia Cunha da Silva (NDI/CED), Lilane Maria de Moura Chagas (MEN/CED), Rodrigo Antonio Chioda (NDI/CED), Rosiane Pinto Machado (UMinho/Portugal;PPGE/UFSC), Rubia Vanessa Vicente Demétrio (NDI/CED).